Thursday, May 3, 2007

"Não sei quantas almas tenho"


Hoje sinto-me assim...



Não sei quantas almas tenho.

Cada momento mudei.

Continuamente me estranho.

Nunca me vi nem acabei.

De tanto ser, só tenho alma.

Quem tem alma não tem calma.

Quem vê é só o que vê,

Quem sente não é quem é,
Atento ao que sou e vejo,

Torno-me eles e não eu.

Cada meu sonho ou desejo

É do que nasce e não meu.

Sou minha própria paisagem;

Assisto à minha passagem,

Diverso, móbil e só,

Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo

Como páginas, meu ser.

O que sogue não prevendo,

O que passou a esquecer.

Noto à margem do que li

O que julguei que senti.

Releio e digo : "Fui eu ?"

Deus sabe, porque o escreveu.



Fernando Pessoa



2 comments:

Tati said...

Eu acho fantastico termos imensas almas..pq só mesmo assim é que aguentamos CERTAS E DETERMINADAS COISAS! :P

Es uma multi-alma ;) e eu gosto mt de ti..*

Ana said...

Eu acho que a nossa alma passa por várias vidas mas relaciona-se sempre com as mesmas almas, só assim consigo explicar que nos consigamos manter "junto" de pessoas que estão muito pouco tempo connosco fisicamente!!

multi-alma LINDA****

;)