Wednesday, October 31, 2007

"O meu estilo"

Eu quero furar a narina
usar uma argola no umbigo
tingir-me de purpurina
e andar pela rua contigo

quero furar o mamilo
tatuar um peixe no braçoa
firmar lá o meu estilo
e demarcar o meu espaço

eu quero ser afro-zulu
mostrar na pele o meu tabu

eu quero usar um brilhante
nas nuvens do céu da boca
mas a minha mãe não gosta
porque é demasiado barroca

ela não sabe a angústia
que esta diferença me poupa
não vou ser o zombie cinzento
que ela tem no guarda roupa

eu quero ser afro-zulu
mostrar na pele o meu tabu
quero ser afro-zulunativo
urbano industrial

mostrar na pele o meu tabu
ser por direito um ser tribal
quero ser afro-zulu
nativo urbano industrial
mostrar na pele o meu, tabu

eu quero ser afro-zulu
mostrar na pele o meu tabu



Letra: Carlos Tê

4 comments:

joao said...

acho q ele quer ser diferente à viva força :)

humm...isso cheira-me a um problema de identidade ih ih ih

Tati said...

REBELDE PAH!*


MISS UUUUUUUUUUU*

Caracoleta said...

Vá, alguém que dê ao senhor algumas noções de estilo e bom gosto...

ita said...

gostei